sábado, 18 de janeiro de 2020

A importancia da avaliação clinica no skate

Se você é do tipo que só vai ao médico quando se sente mal, é hora de rever essa mentalidade. Passar por uma avaliação médica antes de dar o start em mais um ano andando de skate é simples e pode, literalmente, salvar sua vida.
O cardiologista, clínico geral ou médico do esporte vai fazer e pedir exames para saber se você tem alguma restrição para andar e não possui um problema de saúde "silencioso", que pode se manifestar na hora de andar, como doenças do coração, diabetes e pressão alta.
O ideal é que esse check-up seja feito antes de começar a andar e repetido ao menos uma vez por ano, independentemente do seu estilo de vida. A seguir, veja os exames mais indicados.
O primeiro é a Glicemia em jejum que mede a quantidade de açúcar presente no sangue, apontando se há hipoglicemia (quando o nível está baixo) ou hiperglicemia (se está alto). Os dois quadros podem estar associados ao diabetes --por isso a importância do teste.
Já o Colesterol total e frações avalia a quantidade de colesterol e seus subtipos. O teste também pode medir o nível de triglicérides, um outro tipo de gordura. O resultado serve para mensurar o risco de entupimentos das artérias e doenças cardiovasculares causadas por níveis desequilibrados de gordura no sangue. Caso o indivíduo tenha alguma grande alteração nesses indicadores e não tome os devidos cuidados ao andar, há risco de sofrer picos de pressão alta e ter complicações como insuficiência cardíaca e infarto.
Os exames T3, T4 livre e TSH são específicos para acompanhar a saúde da tireoide. Quando ela está em desequilíbrio, pode causar hipotireoidismo (queda na produção hormonal) ou hipertireoidismo (produção elevada). Níveis elevados de hormônio da tireoide podem levar a arritmia cardíaca, aumento de temperatura corporal e destruição muscular com lesão renal, o que pode ser intensificado com o exercício. Pessoas com índices baixos não toleram muito bem o exercício e podem ter mais dores musculares e articulares.
Agora o Eletrocardiograma (ECG) identifica alterações no ritmo cardíaco. Deitado, o paciente recebe eletrodos colocados no tórax, punhos e tornozelos que captam a velocidade e o número de batimentos do coração. O aparelho imprime gráficos capazes de diagnosticar se há arritmia, sopro, inflamação das paredes do coração e até risco de infarto.
O Ecocardiograma é uma espécie de ultrassom do coração, que capta alterações, das grosseiras às mais sutis.
E para finalizar o Teste ergométrico que é feito na esteira com eletrodos que estão ligados a um equipamento que informa sobre como seu corpo reage ao esforço. Avalia o ritmo do coração durante o exercício, o panorama da capacidade física por meio da frequência cardíaca (o que dá uma noção do limite de condicionamento) e a pressão arterial. Todos esses parâmetros podem, ainda, ajudar a identificar um problema chamado isquemia miocárdica, que ocorre quando há um desequilíbrio na oferta de oxigênio para o coração e para o sangue.
Andar de skate traz muitos benefícios à saúde física e mental de quem pratica, porém estar com a saúde em dia é regra principal para andar e colher todos estes benefícios.
Lembre-se: ande de skate, evolua e divirta-se.

sábado, 11 de janeiro de 2020

A importancia da pré-temporada no skate atual

O aguardado ano de 2020 chegou, o ano que gerou muitas discussões nos últimos tempos, o famigerado e aguardado ano olímpico. Este ano teremos pela primeira vez na história, o skate dentro das olimpíadas, um formado inédito e que vai trazer novas diretrizes para nossa comunidade assim como ditar tendências para o futuro, em especial pensando no skate como esporte, que precisa de toda uma periodização para os skatistas chegarem no auge da sua forma física e técnica na Olimpíada e em suas competições classificatórias. Pensando desta forma, a pré-temporada tem um papel fundamental em todo ciclo de treinamento, e uma disciplina tem total importância neste período, a fisiologia.
A fisiologia do esporte é uma área da educação física, dedicada a estudar a integração dos sistemas orgânicos através das respostas basais e sobre uma condição de estresse (exercícios físicos), podendo ser eles de efeito agudo ou crônico.
Em outras palavras, é a ciência que analisa e investiga as respostas aos estímulos gerados a curto, médio e longo prazo, proporcionando análises mais precisas sobre a real condição física do skatista. Possibilitando unir a outras informações da equipe multidisciplinar e assim direcionando o melhor planejamento físico e técnico de acordo com os objetivos pretendidos.
Os skatistas são submetidos a uma sequência de testes e avaliações (Força, potência, Resistência, velocidade, entre outras) e que por meio dos resultados, se torna possível compreender como condicionar o corpo e quais os melhores tipos de treino para cada valência, conseguindo um melhor resultado de acordo com os objetivos pretendidos.
A pré-temporada da o direcionamento do que precisa ser aprimorado dentro do ano como por exemplo prevenção de lesões, aprimoramento físico, melhora das habilidades técnicas entre outros objetivos mais específicos.
Portanto não só os skatistas olímpicos precisam ter este tipo de trabalho, não só pensando em competições ou entrar para o “game” mas sim pensando na longevidade sobre o skate e na evolução das manobras.
Lembre-se: ande de skate, evolua e divirta-se.