sábado, 18 de novembro de 2017

Medicina Chinesa e o skate

O skate é uma atividade física de alto impacto que gera grande desgaste fisico ao nosso organismo.
É muito comum vermos skatistas com algum tipo de lesão, sejam elas simples ou mais complexas, e uma das grandes aliadas na solução destes problemas é a medicina chinesa.
Baseado em conceitos como equilíbrio energético, alimentação saudável, magnetização do corpo entre outros a Dra. Eliza vem recuperando grandes nomes do skate brasileiro que acreditam e seguem à risca o tratamento.

Neste vídeo temos o exemplo do skatista profissional Marcelo Garcia, que vinha sofrendo sucessivas lesões e relata como foi o processo de tratamento e a mudança do seu estilo de vida através da medicina chinesa.
Lembre-se: ande de skate, evolua e divirta-se.

sábado, 11 de novembro de 2017

Glúteo Médio e o skate

O músculo glúteo médio não é o mais forte e nem o maior do corpo, mas com certeza é um dos mais importantes para os skatistas.
Ele se encontra na lateral da bacia e exerce um papel no alinhamento e estabilidade de toda a perna. Sua fraqueza pode gerar desde lesões no quadril e joelho, até problemas no tornozelo. Por isso, manter esse músculo trabalhando bem é um dos segredos para uma boa biomecânica.
Temos três músculos chamados de glúteo: o mínimo, o médio e o máximo. O mais conhecido e visível é glúteo máximo, que dá formato às nádegas. Um pouco abaixo dele, indo para a lateral da pelve, está o médio e, mais profundamente nas camadas musculares, se encontra o mínimo.Esses três músculos trabalham tanto na remada como na hora de manobrar o skate e são importantes, porém o glúteo médio costuma ganhar mais atenção pois ele é o responsável por manter o alinhamento do joelho.
Quando estamos com o peso do corpo em cima do joelho, é o glúteo médio que mantém a perna no lugar. Sem a sua ação o joelho "cai" para dentro, o que é chamado de valgo dinâmico, fenômeno relacionado à várias lesões, como a síndrome da banda iliotibial e a condromalácia.
Além do joelho a falha na ação do glúteo médio pode influenciar até o tornozelo. Quando esse músculo está muito fadigado o pé fica mais instável, e com maior tendência a torção. A fraqueza desse músculo também pode gerar lesões nele mesmo, pelo déficit de força de em si e pela piora da postura que acontece como consequência. A tendinite em seu tendão e inflamação na bursa que existe entre ele e o osso do fêmur são as lesões comuns (chamada de bursite trocantérica).
Nesses casos é importante dar um tempo de descanso para o corpo se recuperar e após a diminuição da inflamação investir em fortalecimento. Exercícios como agachamento, mountain climber, perdigueiro, prancha e elevação de quadril podem ajudar a sanar este problema.
O corpo funciona como uma cadeia totalmente interligada. Cuidar do músculo do glúteo médio é importante para manter uma boa biomecânica e diminuir os riscos de lesão. Cuide do seu corpo e aproveite ao máximo todos os benefícios que o skate trás.
Lembre-se: ande de skate, evolua e divirta-se.

sábado, 4 de novembro de 2017

Hérnia de Disco X Skate

Hoje vamos abordar um tema que está se tornando cada vez mais comum no skate, a hérnia de disco que é uma lesão frequente no esporte e causa comum de dores nas costas. Dependendo do caso, um skatista com esse problema pode ficar afastado por meses. Entretanto, com um tratamento adequado podem encontrar alívio nos discos e voltar a andar tranquilamente.
Os discos intervertebrais de nossa coluna são estruturas localizadas entre as vértebras e são formados pelos anulos fibrosos, parte externa densa de cartilagem e um centro gelatinoso chamado núcleo pulposo. Eles atuam como amortecedores das vértebras. Sua função está ligada à transmissão de energia cinética pela coluna e auxiliar nos movimentos de flexo-extensão e rotação.
Ao contrário do que se pensa, são estruturas fortes. Uma pessoa sentada, por exemplo tem duas vezes o seu peso corporal sobre os discos intervertebrais e, durante a corrida, chega a três vezes, imagina o quanto ela suporta na volta de uma manobra de um gap por exemplo.
Alguns fatores estão ligados ao enfraquecimento do disco: idade, fatores genéticos, tabagismo, pouca ingestão de água, sobrepeso e o sedentarismo. Por este motivo, são mais suscetíveis à lesão skatistas que não realizam preparação física, com faixa etária entre 35 e 50 anos e que andam de skate sem regularidade.
Uma vez lesionado, o anulo fibroso rompe-se e joga seu conteúdo para fora de seu espaço. Isso gera reação inflamatória intensa, que, se associada ao pressionamento dos nervos espinhais, pode levar a um quadro extremamente incapacitante, com perda de força e sensibilidade nos membros. Dependendo da localização da hérnia de disco, o atleta pode experimentar diferentes sintomas. Uma hérnia de disco lombar, que ocorre na parte inferior das costas, pode causar fraqueza, formigamento ou dormência na perna ou nádegas e uma dor ardente no pescoço. Já uma hérnia de disco na coluna cervical, localizada no pescoço, pode causar formigamento, dormência ou fraqueza em um dos braços e uma dor ardente nos ombros, pescoço e braço.
Sintomas neurológicos mais graves como fraqueza e dormência indicam gravidade da lesão com possível tratamento cirúrgico. No entanto, o tratamento de um médico qualificado pode fazer o skatista voltar à ativa.
O tratamento primário é clínico, realizado com descanso, fisioterapia e medicamentos para aliviar os sintomas da dor. Se os métodos mais conservadores não funcionam, pode-se optar pelas infiltrações da coluna. Se os sintomas persistirem após algumas semanas de tratamento não-cirúrgico, a cirurgia pode ser considerada. Geralmente, envolve a remoção de toda ou parte da hérnia de disco para aliviar a pressão sobre os nervos.
Cuidar do seu corpo é cuidar de você e prolongar sua vida útil sobre o skate.
Lembre-se: ande de skate, evolua e divirta-se.