sábado, 1 de dezembro de 2018

Hérnia de disco no skate

A hérnia de disco é um dos principais problemas relacionados à coluna do skatista e também de boa parte da população.
 Resultado do deslocamento de um dos vários discos intervertebrais que compõem a coluna, a hérnia pode ocorrer devido a um levantamento de peso de forma inadequada, sobrepeso, atividades com carga repetitiva como o skate e até tabagismo. Em alguns casos, pode estar ligada a fatores genéticos.
As hérnias possuem diferentes graus sendo dividida em Hérnia protrusa, o tipo mais comum acontece quando o núcleo do disco permanece intacto apesar de pequenas perdas. A Hérnia extra, que apresentam um núcleo deformado e a Hérnia sequestrada, quando há perda continuidade do disco, que pode chegar a se dividir em duas partes.
Apesar de variar de acordo com o local da lesão, os sintomas podem ser formigamentos, dormência, ardência e dores irradiadas para outras partes do corpo. Quando a lesão atinge a coluna cervical, a região superior do corpo pode ser atingida, como os braços, as mãos e os dedos. Ao atingir a coluna lombar, a dor pode irradiar nas pernas e nos pés. Para identificar o local lesionado da coluna, o médico determinará o diagnóstico a partir do histórico do paciente, das características dos sintomas e de exames como ressonância magnética.
O tratamento costuma ser tradicional, com sessões de fisioterapia e medicamentos para alívio da dor. Após essa fase se inicia o trabalho de alongamento e de fortalecimento dos músculos da coluna e do Core que fazem o trabalho de “sustentação” e são fundamentais para uma boa postura.
 Com esta etapa concluída é hora de voltar ao skate, com muita calma e paciência para que os sintomas não apareçam logo nas primeiras sessões.
 Lembre-se: ande de skate, evolua e divirta-se.