quinta-feira, 11 de setembro de 2014

Nova coleção FINO

Na ultima semana, a FINO foi a Porto Alegre apresentar sua quarta coleção de bonés e mais algumas boas surpresas.
A FINO foi criada em São Paulo pelos amigos Danton César e Lucas Aoki, e é especializada na produção de bonés de alta costura, com o intuito de produzir modelos limitados e com design clássico.
É uma autentica marca brasileira que faz artigos artesanais a partir de materiais escolhidos a dedo, traduzindo elementos que fazem parte da cultura e arte que influenciam seus criadores. A FINO supre a necessidade de criar algo que agrade aqueles que se identificam com o lifestyle e que acima de tudo, acreditam no ideal da marca.
FINO Chef
FINO Daruma
FINO Air
FINO Suvi
A nova coleção conta com 8 bonés e uma quantidade limitadíssima de cintos que acabam de entrar no catálogo da marca.
Os bonés seguem o bom gosto da marca e são feitos em couro, seda italiana, moleton, lona, camurça entre outros materiais diferenciados. Esta coleção apresenta uma colaboração com o grupo Elo da Corrente em um bucket heat incrível, celebrando o lançamento do novo álbum do grupo.
Para quem curte bonés exclusivos e está de olho em um Fino, há peças disponíveis nas lojas: King Caps e Sigilo (SP), Donuts (POA) e Numero Store (RJ).
FINO Dhora
FINO X Elo da Corrente
FINO Kamo
Todos os produtos da FINO são edições limitadas e costumam dar “sold out” rapidamente, portanto faça logo seu corre para não ficar sem.
Para saber mais sobre as novidades da marca é só ficar ligado no instagram da FINO (@_fino_).

quinta-feira, 4 de setembro de 2014

O Burpee e o skate

Todos nós sabemos o quanto difícil é a rotina de vida para um skatista, horas manobrando, viagens, compromissos com seus patrocinadores e todas estas tarefas somadas acabam servindo de desculpas para deixar de lado a preparação física.
Com a evolução do skate a preparação física vem ganhando uma importância muito grande. A complexidade técnica das manobras, a altura dos picos e a dificuldade de obstáculos cada vez mais inusitados vem trazendo uma exigência cada vez maior do corpo do skatista.
Hoje vamos falar de um exercício que trabalha o corpo todo e que não precisa de nenhum aparelho para ser executado, trata-se do famoso Burpee. O Burpee é um ótimo exercício com grau de dificuldade alto que trabalha vários grupos musculares de forma conjunta além de ajudar bastante no gasto calórico devido a sua alta intensidade.
Fora isso ele desenvolve coordenação motora (são vários movimentos rápidos que exigem do corpo boa coordenação e consciência corporal), força (trabalha com seu peso corporal) e potência (o burpee clássico contém saltos em sua execução, movimentos rápidos de perna, abdômen e braço e consequente aumento de explosão muscular desses membros) todas valências físicas muito importantes para a prática do skate.

O movimento começa com um agachamento seguido de um rápido movimento de colocação das mãos no chão à frente do corpo e chute que posiciona as pernas para trás. Então vem o movimento de flexão (push-up) e, ajuste das pernas na posição de agachamento. Eleva-se o tronco e ao estender as pernas é realizado um salto com os braço para o alto.
O Burpee trabalha músculos do peitoral, ombro e tríceps por causa da flexão de braço; quadríceps, isquiotibiais, glúteos e panturrilha devido ao agachamento e o salto; abdômen, flexores do quadril e lombar devido a sustentação, flexão e agachamento bem como no movimento de jogar as pernas para trás e para frente.
Ele acaba sendo um exercício bem completo para os skatistas e o melhor de tudo, pode ser realizado em qualquer lugar, tanto em casa, na academia, no hotel durante uma viagem e até mesmo antes de andar de skate como forma de aquecimento. Agora não tem mais desculpas para não cuidar do seu condicionamento físico, que além de melhorar seu desempenho sobre o skate, ajuda na prevenção de lesões.
Se quiser conhecer mais sobre nossa metodologia de preparação física específica para o skate é só entrar em contato e agendar uma aula gratuitamente.
Lembre-se: ande de skate, evolua e divirta-se.

quinta-feira, 28 de agosto de 2014

Com a palavra: Dwayne Fagundes

Na ultima segunda feira dia 25/08 nossa parceira ÖUS completou mais um ano de vida e chegou com grandes novidades. Ao completar 6 anos de vida a ÖUS deu um upgrade no time e apresentou dois nomes de peso como parte da família. Confira agora como foi nosso papo com uma das maiores promessas do skate mundial, com seu estilo único, muita personalidade e um pop absurdo meu mano Dwayne Fagundes.
SS- Para começar, ficamos muito feliz com mais esta grande conquista na sua carreira, como rolou de você entrar para a ÖUS?
Muito obrigado e eu fico feliz que muitos curtiram também!
Então foi fluindo naturalmente certo dia eu conversei com o Felipão e disse o que eu queria para mim, meus planos, minhas ideias e continuei fazendo a minha que é andar de skate, dai em diante as conversas começaram a ficar mais sérias e deu no que deu.

SS- A ÖUS tem um ritmo de trabalho muito semelhante as marcas gringas que são seus principais patrocinadores, como esta sendo sua adaptação a empresa e como é fazer parte desta família?
Minha adaptação será boa e rápida, a ÖUS tem uma visão de evolução constante "correria" e eu quero evoluir mais e correr cada vez mais com essas pessoas que correm pelo caminho certo.

SS- Você esta sempre produzindo material na rua e seu nome já aparece em dois vídeos muito aguardados que são o Simplesmente e o vídeo da Gold, como estão estes corres e tem mais algum projeto em andamento?
Estes corres estão da hora e creio que os vídeos saiam só pelo início do ano que vem.
Mas eu tenho um outro projeto em mente mas é melhor deixar mocado e só lançar depois, naquele jeito G-shit.

SS- Seu vídeo de apresentação na ÖUS junto com o Felipe Ortiz mostrou uma das coisas mais legais no skate que é a diversidade, o que acabou surpreendendo muita gente, como você enxerga este paradigma entre os diversos estilos dentro do skate?
Eu vejo que o skate é uma coisa muito louca, cada um tem a sua visão, seu style e com isso uma pessoa pode aprender muito com a outra, como em uma família.

SS- Grandes nomes do skate mundial postaram nas redes sociais o vídeo com comentários positivos sobre esta diversidade, como tem sido a aceitação do público em geral?
  Eu creio que a aceitação está sendo muito boa, porque apesar das diferenças de estilo minha e do Ortiz a nossa amizade é da hora e no final de tudo o vídeo mostra que é skateboard de verdade.

SS- Quando você vai estar liberado para voltar aos EUA? Sua ideia é ficar mais fixo lá ou aqui no Brasil nos próximos anos?
Creio que logo. E minha ideia é viajar por tudo o tempo todo só pelas tricks.

SS- Quais os seus planos para o futuro e podemos esperar um dia ver uma collab entre a ÖUS e a DGK com o seu nome?
Meus planos para o futuro são andar muito de skate para que essa collab aconteça merecidamente.

quinta-feira, 21 de agosto de 2014

Sonho realizado

Há um ano atrás a nossa parceira ÖUS apresentava mais um promodel de grande importância para o skate brasileiro. Chegava as lojas o modelo Genovesi 44, desenvolvido para ser um tênis resistente e estiloso. Ele é simples, porém, com características fortes tanto para performance quanto estética. O resultado é um tênis sólido, duradouro e com uma silhueta inovadora. Seu bico alongado com o filigrama da ÖUS bordado e meia biqueira esbanjam um visual ímpar.
Um dos modelos que mais me chamou a atenção foi a colaboração com o skatista/rapper/produtor musical/multimídia Fabio Parteum. O Genovesi Parteum Uni tem o cabedal em camurça e couro nos tons azul claro e branco, sua palmilha é estampada com uma das fotos registradas por Parteum no seu dia-a-dia e a sola tem a mesma cor de seu cabedal. De cara a beleza do tênis já que motivou a querer ter um.
Mas em especial a história que este tênis carrega, sou um grande fã da dupla e acompanho a caminhada de ambos de longa data. Um dos primeiros skatistas que me chamou atenção pelo estilo de manobrar foi o Parteum e hoje suas musicas fazem parte do meu cotidiano.
Já o Genovesi é uma grande inspiração para o meu trabalho, sua parte no Open Your Mind e sua marca Son Skateboards foram grandes responsáveis pelo skate ter se tornado parte da minha vida e hoje meu trabalho. A forma como ambos vivem e amam o skate me motiva a acreditar ainda mais nos meus sonhos e fazer sempre o melhor pelo skate.
Com a grande procura por este model acabei ficando sem o meu, mas hoje resolvi este problema graças a uma cortesia dos amigos da Loja Verse de Caxias do Sul. A Verse é uma loja do estilo urban lifestyle especializada em sneakers (tênis), bonés e vestuários das melhores marcas do mundo.
Para conhecer melhor a loja e sua grande variedade de produtos acesse o site da marca (www.lojaverse.com.br) e confira as super promoções que estão rolando.
Hoje estou muito feliz de colocar mais um tênis da ÖUS em meus pés, uma pela qualidade incomparável e outra pela verdadeira essência e história que este modelo trás para mim e muitos outros skatistas que viveram intensamente a década de 90.
Obrigado loja Verse pela preza.

quinta-feira, 14 de agosto de 2014

Dor de cotovelo no skate

O skate esta em constante evolução e com o isso o nível das manobras não para de subir e consequentemente o risco de lesão para quem não tem um bom preparo físico também aumenta.
Esta semana em sete anos de existência do Skate Saúde atendi o primeiro skatista com um fratura no cotovelo, local teoricamente fácil de lesionar andando de skate. O local de maior incidência de lesões no cotovelo é o olecrano, que por sua posição anatômica apresenta maior vulnerabilidade aos traumas.
As fraturas podem ocorrer de duas formas, a primeira seria o trauma direto onde skatista cai sobre o cotovelo ou bate ele em algum local. A segunda seria o trauma indireto onde com uma queda sobre a mão estendida com o cotovelo em flexão, acompanhada por uma forte contração do tríceps, pode resultar em uma fratura transversa ou obliqua através do olecrano e finalmente, uma combinação de trauma direto e indireto, na qual tanto a contração muscular quanto o trauma direto atuam juntos, podendo produzir fraturas cominutivas com desvio.
No caso deste tipo de lesão o primeiro atendimento é muito importante visando não agravar ainda mais o quadro. Cuidados no transporte e na imobilização inicial são de extrema importância. O médico vai realizar alguns exames clínicos e vai pedir um raio-x para confirmar o tipo de fratura e posterior a isso escolher a melhor forma de tratamento.
O tratamento pode ser conservador ou cirúrgico. No caso do tratamento cirúrgico são feitos os procedimentos cirúrgicos necessários e logo após isso o paciente já inicia a fisioterapia com vistas a diminuição de dor, ganho de mobilidade e força, volta da rotina normal e posterior a isso a volta ao skate.
Já no tratamento conservador o paciente vai permanecer imobilizado com gesso por um período definido pelo médico que vai variar dependendo do tipo da fratura. Após esse período inicia-se uma imobilização parcial onde a fisioterapia começa a trabalhar mais efetivamente com a crioterapia e pequenas mobilizações.
A próxima fase do tratamento já da inicio ao ganho de flexibilidade e força no local, visando acabar com a rigidez articular e o déficit de extensão do braço. Técnicas específicas com Kabat podem ser utilizadas para acelerar o processo. Exercícios na água como a natação ou atividades com arremesso de bola podem ajudar muito nesta fase do tratamento.
A ultima fase é a volta ao skate, onde o skatista já deve estar totalmente recuperado e independente nas suas atividades diárias. Manobras simples são indicadas nesta etapa no tratamento até o skatista retomar a confiança e seu corpo se readaptar as demandas físicas que o skate exige.
Lembre-se: ande de skate, evolua e divirta-se.