sábado, 18 de novembro de 2017

Medicina Chinesa e o skate

O skate é uma atividade física de alto impacto que gera grande desgaste fisico ao nosso organismo.
É muito comum vermos skatistas com algum tipo de lesão, sejam elas simples ou mais complexas, e uma das grandes aliadas na solução destes problemas é a medicina chinesa.
Baseado em conceitos como equilíbrio energético, alimentação saudável, magnetização do corpo entre outros a Dra. Eliza vem recuperando grandes nomes do skate brasileiro que acreditam e seguem à risca o tratamento.

Neste vídeo temos o exemplo do skatista profissional Marcelo Garcia, que vinha sofrendo sucessivas lesões e relata como foi o processo de tratamento e a mudança do seu estilo de vida através da medicina chinesa.
Lembre-se: ande de skate, evolua e divirta-se.

sábado, 11 de novembro de 2017

Glúteo Médio e o skate

O músculo glúteo médio não é o mais forte e nem o maior do corpo, mas com certeza é um dos mais importantes para os skatistas.
Ele se encontra na lateral da bacia e exerce um papel no alinhamento e estabilidade de toda a perna. Sua fraqueza pode gerar desde lesões no quadril e joelho, até problemas no tornozelo. Por isso, manter esse músculo trabalhando bem é um dos segredos para uma boa biomecânica.
Temos três músculos chamados de glúteo: o mínimo, o médio e o máximo. O mais conhecido e visível é glúteo máximo, que dá formato às nádegas. Um pouco abaixo dele, indo para a lateral da pelve, está o médio e, mais profundamente nas camadas musculares, se encontra o mínimo.Esses três músculos trabalham tanto na remada como na hora de manobrar o skate e são importantes, porém o glúteo médio costuma ganhar mais atenção pois ele é o responsável por manter o alinhamento do joelho.
Quando estamos com o peso do corpo em cima do joelho, é o glúteo médio que mantém a perna no lugar. Sem a sua ação o joelho "cai" para dentro, o que é chamado de valgo dinâmico, fenômeno relacionado à várias lesões, como a síndrome da banda iliotibial e a condromalácia.
Além do joelho a falha na ação do glúteo médio pode influenciar até o tornozelo. Quando esse músculo está muito fadigado o pé fica mais instável, e com maior tendência a torção. A fraqueza desse músculo também pode gerar lesões nele mesmo, pelo déficit de força de em si e pela piora da postura que acontece como consequência. A tendinite em seu tendão e inflamação na bursa que existe entre ele e o osso do fêmur são as lesões comuns (chamada de bursite trocantérica).
Nesses casos é importante dar um tempo de descanso para o corpo se recuperar e após a diminuição da inflamação investir em fortalecimento. Exercícios como agachamento, mountain climber, perdigueiro, prancha e elevação de quadril podem ajudar a sanar este problema.
O corpo funciona como uma cadeia totalmente interligada. Cuidar do músculo do glúteo médio é importante para manter uma boa biomecânica e diminuir os riscos de lesão. Cuide do seu corpo e aproveite ao máximo todos os benefícios que o skate trás.
Lembre-se: ande de skate, evolua e divirta-se.

sábado, 4 de novembro de 2017

Hérnia de Disco X Skate

Hoje vamos abordar um tema que está se tornando cada vez mais comum no skate, a hérnia de disco que é uma lesão frequente no esporte e causa comum de dores nas costas. Dependendo do caso, um skatista com esse problema pode ficar afastado por meses. Entretanto, com um tratamento adequado podem encontrar alívio nos discos e voltar a andar tranquilamente.
Os discos intervertebrais de nossa coluna são estruturas localizadas entre as vértebras e são formados pelos anulos fibrosos, parte externa densa de cartilagem e um centro gelatinoso chamado núcleo pulposo. Eles atuam como amortecedores das vértebras. Sua função está ligada à transmissão de energia cinética pela coluna e auxiliar nos movimentos de flexo-extensão e rotação.
Ao contrário do que se pensa, são estruturas fortes. Uma pessoa sentada, por exemplo tem duas vezes o seu peso corporal sobre os discos intervertebrais e, durante a corrida, chega a três vezes, imagina o quanto ela suporta na volta de uma manobra de um gap por exemplo.
Alguns fatores estão ligados ao enfraquecimento do disco: idade, fatores genéticos, tabagismo, pouca ingestão de água, sobrepeso e o sedentarismo. Por este motivo, são mais suscetíveis à lesão skatistas que não realizam preparação física, com faixa etária entre 35 e 50 anos e que andam de skate sem regularidade.
Uma vez lesionado, o anulo fibroso rompe-se e joga seu conteúdo para fora de seu espaço. Isso gera reação inflamatória intensa, que, se associada ao pressionamento dos nervos espinhais, pode levar a um quadro extremamente incapacitante, com perda de força e sensibilidade nos membros. Dependendo da localização da hérnia de disco, o atleta pode experimentar diferentes sintomas. Uma hérnia de disco lombar, que ocorre na parte inferior das costas, pode causar fraqueza, formigamento ou dormência na perna ou nádegas e uma dor ardente no pescoço. Já uma hérnia de disco na coluna cervical, localizada no pescoço, pode causar formigamento, dormência ou fraqueza em um dos braços e uma dor ardente nos ombros, pescoço e braço.
Sintomas neurológicos mais graves como fraqueza e dormência indicam gravidade da lesão com possível tratamento cirúrgico. No entanto, o tratamento de um médico qualificado pode fazer o skatista voltar à ativa.
O tratamento primário é clínico, realizado com descanso, fisioterapia e medicamentos para aliviar os sintomas da dor. Se os métodos mais conservadores não funcionam, pode-se optar pelas infiltrações da coluna. Se os sintomas persistirem após algumas semanas de tratamento não-cirúrgico, a cirurgia pode ser considerada. Geralmente, envolve a remoção de toda ou parte da hérnia de disco para aliviar a pressão sobre os nervos.
Cuidar do seu corpo é cuidar de você e prolongar sua vida útil sobre o skate.
Lembre-se: ande de skate, evolua e divirta-se.

sábado, 28 de outubro de 2017

Horário de verão e o skate

O horário de verão começou em algumas cidades do Brasil o que para nós skatistas é sinônimo de alegria já que com o dia mais longo temos mais tempo para manobrar. Mas este período do ano também é preocupante, o calor vem com tudo e alguns cuidados são fundamentais na hora de andar de skate, o principal deles é a hidratação.
A água é o elemento mais abundante no nosso corpo. Uma pessoa adulta possui um percentual de 60% a 75% de água. A quantidade dela no organismo humano varia em função da idade (com o envelhecimento diminui o percentual de água corporal), do sexo (mulheres possuem menor quantidade de água do que homens) e da composição corporal (quanto maior a quantidade de tecido adiposo menor a quantidade de água corporal).
O corpo não estoca água, precisando repor diariamente as perdas de 24 horas. Recomendação: Ingestão de 35 a 40ml água/kg de peso/dia. (Exemplo para uma pessoa de 70kg: 2800ml de água por dia) Estar hidratado na hora de andar de skate é fundamental para manutenção do equilíbrio dos fluidos corporais, preservação do nosso sistema imunológico e a regulação da temperatura corporal. O aquecimento corporal e a desidratação estão relacionados à redução de desempenho, fadiga e cãibras.
Por isso é importante beber água antes, durante e após a sessão garantindo sempre uma boa quantidade de água no organismo.
Em sessões mais longas além de líquido, é necessário a reposição dos eletrólitos que pode ser feita pela utilização de bebidas isotônicas ou ainda aquela água de côco.
Curta o verão com seu skate sem se descuidar da sua saúde.
Lembre-se: ande de skate, evolua e divirta-se.

sábado, 21 de outubro de 2017

Frio X Calor

O uso de gelo ou bolsa de água quente é comum entre os skatistas, pois são recursos de utilização simples e bastante acessíveis. Porém, eles causam resultados diferentes no corpo e é muito importante saber em qual ocasião utilizar cada um. Afinal, por mais que pareçam inofensivos, sua utilização incorreta pode agravar o caso.
Os sinais que indicam inflamação são: dor, inchaço, vermelhidão, aumento da temperatura do local e diminuição da função (como amplitude de movimento ou força). O gelo nessa situação ajuda a reduzir o inchaço e a dor, além de limitar a extensão da lesão. Em casos de lesões agudas, como entorses de tornozelo que são comuns no skate, quanto mais rápido o uso do gelo melhor.
Uma proteção deve ser utilizada entre o gelo e a pele, como um pano ou plástico, e o tempo da aplicação deve ser de no máximo 20 minutos. É necessário um período de no mínimo duas horas entre uma aplicação e outra, mas se você não tem recomendação médica faça uso do gelo no máximo duas vezes ao dia.
Outro ponto importante está na questão da quantidade de dias em que o gelo deve ser usado. Para uma lesão melhorar, tem que chegar células inflamatória naquele local. Pois ela não serve só para gerar dor e problema, mas também para reparar o tecido lesionado. Se você botar gelo dias depois da lesão iniciada, inibe demais a chegada dessas células, que são benéficas. Por isso estudos recentes recomendam o uso do gelo de dois a três dias após a lesão.
Já a bolsa de água quente ajuda no relaxamento muscular devido ao calor gerado.Sendo assim deve ser utilizado em casos de tensões musculares esporádicas. Se você tem alguma tensão muscular crônica, isto é, você sempre sente algum músculo tenso, o calor vai aliviar a contração muscular excessiva apenas temporariamente, e o real motivo dessa tensão deve ser diagnosticado e tratado por um profissional.
Nunca use bolsa de água quente logo após uma lesão ou se o local apresenta alguns dos sinais inflamatórios. O calor irá piorar o quadro. A temperatura deve ser alta porém suportável, sem causar queimadura, e o tempo de utilização é até não estar mais quente.
Lembre-se: ande de skate, evolua e divirta-se.