quinta-feira, 23 de junho de 2016

A importancia das vitaminas no skate

A grande maioria dos skatistas não se preocupa com uma das principais formas de manter o corpo sempre pronto para uma atividade física de auto impacto como o skate, a alimentação, e por conta disso muitas vezes não tem a performance esperada e também deixam o corpo mais suscetível a lesões.
Um dos principais problemas de não se alimentar corretamente é a falta de ingestão das vitaminas. As vitaminas e os minerais, que são classificados como micronutrientes, desempenham funções muito importantes no nosso organismo. Elas participam diretamente na produção de energia, na saúde óssea, na síntese de hemoglobina sanguínea, na manutenção do funcionamento adequado do sistema imune e na proteção do corpo contra os danos oxidativos. Além disto, elas atuam ajudando na síntese e no reparo do tecido muscular decorrentes do exercício físico como o skate e de lesões.
As sessões de skate acabam estressando diversas vias metabólicas que necessitam destes nutrientes e com isso acarretam adaptações bioquímicas nos músculos que podem aumentar a demanda das vitaminas e dos minerais. Assim, o organismo do skatista necessita de uma maior ingestão de micronutrientes para suprir suas necessidades musculares, sendo que aqueles que não tem uma dieta balanceada tem um risco maior de apresentar deficiência destes nutrientes.
As principais vitaminais e minerais que devem ser consumidas são as Vitaminas do Complexo B (Tiamina, Riboflavina, Niacina, Piridoxina, Ácido pantotênico, Biotina, Ácido Fólico, Vitamina B12) que tem duas principais funções relacionadas com a atividade física. Boa parte delas está envolvida na produção de energia durante a atividade, ao passo que a vitamina B12 e o ácido fólico são importantes na produção de células vermelhas sanguíneas, síntese de proteínas e reparo de tecidos. Já a Vitamina tem extrema importância para a adequada absorção de cálcio, na regulação dos níveis plasmáticos de fósforo e na manutenção da saúde óssea. O sol participa diretamente na sua síntese a partir de seus raios ultravioletas.
Os Antioxidantes (Vitaminas C, E, β-Caroteno)tem um importante papel no organismo protegendo as membranas das células de danos oxidativos. Existem algumas evidências afirmando que a vitamina E pode diminuir o dano celular e melhorar a recuperação, no entanto, ainda são dados controversos. A ingestão excessiva de antioxidantes pode ser prejudicial, já que isto pode gerar um efeito pró-oxidante, que tem efeitos negativos sobre o corpo.
Já o Cálcio é extremamente importante para o crescimento, manutenção e reparo do tecido ósseo, na contração muscular e na condução neural. Uma dieta pobre em cálcio pode levar a diminuição na densidade mineral óssea e fraturas por estresse.
O Ferro é utilizado principalmente para a formação de proteínas que transportam oxigênio (hemoglobina e mioglobina) e de enzimas que participam na produção de energia. Essas proteínas carregadoras de oxigênio são de extrema importância para exercícios aeróbios, como a corrida, e também para o correto funcionamento da função neural, comportamental e imunológica.
Já o Zinco exerce importante função no crescimento e no reparo muscular, na produção de energia e no sistema imunológico. Os níveis de zinco no organismo estão relacionados diretamente com hormônios da tireóide, no metabolismo e no uso das proteínas, o que pode trazer malefícios para a saúde e no rendimento esportivo, caso estejam desequilibrados. É necessário atenção para a ingestão de alguns suplementos de zinco, cuja dosagem excede as quantidades necessárias e pode levar a uma redução do colesterol HDL (bom colesterol) e interferir na absorção de outros nutrientes como ferro e cobre.
Para fechar o Sódio, Cloreto e Potássio são íons que tem papel fundamental na homeostase, ou seja, o equilíbrio do corpo. Suas concentrações ideais previnem que quantidades de água muito elevadas entrem ou saiam das células por meio da osmose, evitando assim, que uma célula desidrate por escassez de líquidos, ou “exploda” por acumulo excessivo de água. Estes nutrientes também tem grande importância no transporte de impulsos elétricos, que são gerados e propagados pelo movimento controlado destes íons através das membranas celulares. Quando suamos andando de skate, temos perdas consideráveis de eletrólitos e é de fundamental importância que suplementemos estas perdas, seja com bebidas isotônicas ou pela alimentação.
A Suplementação destes nutrientes pode se tornar necessária para aqueles que praticam atividades intensas como o skate e não conseguem se alimentar corretamente.
Para ter uma dieta ideal para o seu organismo ou fazer uso de qualquer suplemento alimentar consulte sempre um nutricionista ou um médico responsável. Seu corpo é sua principal ferramenta para andar de skate por isso sempre cuide dele da melhor forma possível.
Lembre-se: ande de skate, evolua e divirta-se.

quinta-feira, 16 de junho de 2016

Benefícios do Squat Wall no Skate

Sempre que pensamos em melhora de performance no skate o primeiro exercício que me vem à cabeça é o agachamento e suas variações, pela força que ela gera em membros inferiores e principalmente pela potência que ele gera no quadril, que é fundamental para a realização das manobras e aumento do pop.
Apesar de agacharmos diversas vezes durante o dia para executar tarefas variadas e mais ainda quando estamos andando de skate, muitas pessoas têm dificuldade para executar este simples movimento, alguns por falta de força em variados grupos musculares e outros por falta de mobilidade.
Hoje falaremos sobre um exercício corretivo que ajuda a melhorar muito este movimento vital para quem anda de skate, o Squat Wall, que é o agachamento de frente para a parede e o melhor de tudo pode ser feito em qualquer lugar. Este exercício é bem completo pois ele ajuda a fortalecer os músculos fracos e também torná-los mais flexíveis simultaneamente.
 Para realizar o exercício basta ficar a um pé de distância da parede, estique os braços acima da sua cabeça e coloque as mãos na parede, com se tivesse tomando uma geral da polícia, só que agachando. Agache com total controle e tente fazer o agachamento perfeito até lá embaixo quebrando a paralela, suas mãos podem encostar na parede mas não sua cabeça e tronco.
Lembre-se de deixar os joelho para “fora” e o peito alto mantendo os braços o mais vertical possível. Conforme este movimento for ficando fácil o ideal é tentar se aproximar cada vez mais da parede sem deixar o corpo inclinar para trás. O próximo passo é usar o Thera-Band para dificultar ainda mais o movimento promovendo uma sobrecarga, tanto nos ombros como nos membros inferiores.
Consistência vai ser o principal componente neste exercício se você está realmente querendo melhorar seu agachamento. Realizando algumas repetições deste simples exercício diariamente você sentirá uma grande melhora no seu movimento que vai se traduzir em melhora da performance sobre o skate.
Lembre-se: ande de skate, evolua e divirta-se.

sexta-feira, 10 de junho de 2016

A importancia da Glutamina para os skatistas

O skate é uma atividade de auto impacto que exige bastante do nosso corpo, tanto na parte física como na parte mental. Hoje falaremos sobre um suplemento alimentar muito importante e que pode ajudar muitos skatistas a melhorarem sua imunidade e a recuperar melhor seu corpo após longas sessões.
A Glutamina é uma das proteínas mais abundantes no nosso corpo. Ela é sintetizada a partir do código genético sendo assim, é classificada como não essencial. A glutamina possui diversas funções importantes no organismo como, por exemplo, ser fonte de energia para o sistema imune e participar de forma direta e ativa no crescimento muscular através da estimulação da síntese de proteínas.
Ela realiza funções vitais para o bom funcionamento de diversos órgãos como pulmões, coração, rim, fígado e intestino. Representando 20% do total de aminoácidos livres no plasma. Nosso organismo também utiliza a Glutamina para o transporte de amônia e nitrogênio pela corrente sanguínea, e é por esse motivo que é necessário manter sempre constante a quantidade de Glutamina no sangue. Além de ser também uma fonte primária de energia para o nosso sistema imunológico, concluindo que sua escassez no organismo pode aumentar a incidência de doenças.

Ela também é necessária para a absorção e a proliferação de células intestinais, prevenindo a deterioração do intestino, além de normalizar a permeabilidade e integridade do mesmo. Para atletas de atividades físicas de alta intensidade como o skate, a Glutamina tem auxiliado muito na recuperação após os treinos, evitando o catabolismo e o overtraining (OTS),pois apesar da Glutamina ser produzida pelo corpo e representar praticamente 60% do tecido muscular esquelético, ainda a necessidade de seu consumo através da suplementação, já que a demanda de Glutamina nos músculos é muito maior do que o corpo é capaz de produzir no caso dos skatistas.
O OTS ocorre quando há um grande período de treinamentos intensos com pouco descanso. Isso reduz a capacidade do sistema imune e o corpo está aberto a diversas infecções e doenças. Analisando exames de laboratório de indivíduos que estavam passando pela síndrome foi detectado uma baixa nos níveis de glutamina. O que se observou foi que logo após exercícios intensos uma grande queda nas taxas de glutamina foi identificada. Sem a alimentação adequada e descanso suficiente, essa proteína fica em baixa constante causada pelo OTS.
Skatistas que andam de maneira intensa muitas horas por dia quase que todos os dias, devem consumir a glutamina em pó na forma de suplemento alimentar. Isso evita que o corpo entre em situações de overtraining e protege o sistema imune contra possíveis doenças que possam aparecer causadas por vírus e bactérias.
Essa suplementação deve ser, de preferência, indicada pelo nutricionista ou pelo nutrólogo. Através de algumas avaliações e exames, esses profissionais poderão determinar a quantidade e a frequência com a qual a glutamina deve ser ingerida.
Lembre-se: ande de skate, evolua e divirta-se.

quinta-feira, 2 de junho de 2016

A "prancha" do skate

É muito comum ouvirmos pessoas leigas falando que o skate é uma "prancha" com rodinhas, ao invés de falarem que a tal "prancha" na verdade é um shape. Hoje falaremos sobre uma prancha que ajuda muito os skatistas, a prancha abdominal.
A prancha abdominal é um exercício que foca na manutenção da postura e trabalha o core, o centro do corpo, principalmente a musculatura do abdômen.Fortalecer a parte central do corpo garante estabilidade para a prática do skate, prevenindo contra lesões. O benefício do exercício de prancha abdominal também se estende aos órgãos internos, que ficam mais protegidos por músculos mais firmes.
Existem diversas variações do exercício, como a pranchas laterais, invertidas, com três apoios e outras. A versão mais tradicional ou clássica é feita com pés e mãos no chão, suspendendo o tronco. Cada versão da prancha abdominal trabalha partes diferentes do core. Os exercícios laterais, além da força muscular, exigem equilíbrio, valência física muito usada no skate.
A vantagem de realizar as pranchas primeiro, como forma de fortalecimento do tronco, é ensinar e concientizar o skatista a contrair corretamente a região sem ter movimentação da coluna. A prancha abdominal aprimora a capacidade do skatista de sustentar o peso do próprio corpo com a musculatura do core. O trabalho é feito sem mover a coluna nem o tronco, evitando forçar e machucar outras membro e grupos musculares. Seu corpo é sua maior ferramenta para andar de skate, por isso sempre cuide dele.
Lembre-se: ande de skate, evolua e divirta-se.

quinta-feira, 26 de maio de 2016

Mobilidade X Flexibilidade no Skate

O skate vem evoluindo a cada dia e com isso exigindo cada vez mais do corpo de seus praticantes. É comum vermos skatistas querendo melhorar o seu pop, sua força e até mesmo fazer um trabalho preventivo de lesões, mas uma das valências físicas que mais influencia em todas as outras acaba sendo deixada de lado, a famosa mobilidade.
Confundir alongamento com aquecimento pode ser comum, mas não pode ser normal. Esta dúvida não pode continuar, uma vez que exercícios de alongamentos devem ter propósito e para cada propósito uma maneira diferente para serem executados. O mesmo se dá as mobilizações articulares, mobilidade é diferente de flexibilidade, os dois assuntos estão intrinsecamente ligados, porém os fatores e resultados fisiológicos de cada um devem ser medidos segundo os objetivos e necessidades de cada skatista e da especificidade de cada sessão de treinamento.
A mobilidade é um dos cinco elementos básicos que determinam o desempenho físico humano. Então para se chegar ao mais alto nível de condicionamento físico, não podemos esquecer dos exercícios simples e eficientes de mobilidade articular. Seu conceito relaciona-se com liberdade de movimento. Pode consistir, como o próprio nome diz, em mover amplamente articulações desejadas, ou ainda as que serão mais usadas na prática do skate. Solturas ou movimentos rotacionais, de circundução, flexões e extensões leves executados até atingir a sensação de calor na área e uma pequena fadiga dos músculos adjacentes a ela. Movimentos simples, sem força e tensões desnecessárias. Sua finalidade é diminuir a viscosidade das articulações, aumentar demanda de nutrientes para elas, juntamente com o sangue.
Uma pessoa que não tem mobilidade suficiente, não desenvolve bem a flexibilidade, tão pouco, força e suas vertentes. Já a flexibilidade é a uma capacidade física treinável, é uma propriedade intrínseca dos tecidos moles que determinam a amplitude de movimento delas e dos músculos inseridos a elas. Existem diferentes métodos para se melhorar a flexibilidade, o mais importante é saber escolher qual o melhor para quem anda de skate.
É necessário, portanto, recuperar mobilidade articular antes de se desenvolver outras capacidades físicas, assim como, darmos foco também, ao desenvolvimento da flexibilidade. Obviamente é importante saber observar onde estão estas limitações, saber identificá-las ou ainda preocupar-se em buscar pelo problema que pode ser a chave do sucesso no skate. Portanto, é imprescindível valorizarmos de modo eficiente e consciente, a mobilidade e a flexibilidade, capacidades físicas que são de suma importância na prevenção de lesões e determinantes na melhora da performance sobre o skate.
Lembre-se: ande de skate, evolua e divirta-se.