sábado, 21 de abril de 2018

Dores lombar em skatistas

O skate proporciona no corpo do skatista um percentual de impacto muito alto em relação ao peso corporal, chegando em até 5 vezes o normal. Essa alta proporção de impacto ocorre em várias articulações do corpo, dentre elas a coluna. Por conta disso, a dor na lombar é muito comum na vida dos skatistas. E é ainda mais frequente quando há má preparação física da região ou a sua ausência
A prática de exercícios físicos é o estímulo mais eficaz para prevenir dores na região lombar e conservar a coluna saudável. Não é possível identificar um fator específico para o problema. Somente uma pequena proporção de pessoas (5%) tem uma causa patológica bem compreendida, como nos casos de fratura vertebral ou infecção. O problema está relacionado à falta de fortalecimento da região abdominal, o reforço desta musculatura, que é nosso centro de equilíbrio, deixa o corpo alinhado, diminuindo assim a sobrecarga nas costas.
A prevenção está relacionada a exercícios abdominais e exercícios específicos para o skate, lembrando que existem muitos níveis de intensidade destes movimentos. A orientação de um profissional de Educação Física é fundamental para alinhar o nível do exercício de abdômen, com o nível de condicionamento do praticante.
O alongamento, que diminui o encurtamento das cadeias de músculos das costas e deve ser executado com a maior periodicidade possível, traz benefícios para toda a cadeia das costas. Um abdômen forte não é só estética e, sim, prevenção da dor lombar e tambem uma forma de otimizar suas manobras no skate.
Lembre-se: ande de skate, evolua e divirta-se.

sábado, 14 de abril de 2018

Pliometria no skate

Aumentar a altura das manobras é uma meta de vários skatistas. Dominar a manobra com perfeição é um pré requisito básico para o objetivo e a parte mais fácil da tarefa. Aumentar a potência do corpo para executar o movimento é a tarefa difícil a ser realizada.
Durante a sessão de skate, cada vez que você “aterrissa”, seus músculos se alongam ao receberem o impacto e, em seguida, contraem-se rapidamente, devolvendo parte do impacto na forma de impulso para você manter o equilíbrio sobre o skate.
Os exercícios físicos específicos que envolvem esse ciclo de alongamento-encurtamento (CAE) dá-se o nome de pliometria. Os exercícios de pliometria são uma excelente ferramenta para melhorar o pop, pois trabalham potência muscular, propriocepção e aumentam a rigidez das pernas, tornando-as mais aptas a devolver (em vez de dissipar) a energia elástica advinda do impacto.
Diversos skatistas e atletas de outros esportes utilizam a pliometria na hora da preparação física. O ideal é que o treino pliométrico seja realizado antes da sessão de skate para garantir uma execução com qualidade. Procure sempre um profissional habilitado e qualificado para periodizar e acompanhar os seus treinos.
Cuidar do seu corpo é fundamental para melhorar sua performance sobre o skate e diminuir o risco de lesões, entre em contato conosco e agende uma avaliação física gratuita.
Lembre-se: ande de skate, evolua e divirta-se.

sábado, 7 de abril de 2018

Cervicalgia no skate

Incômodos na região do pescoço ao andar de skate é algo mais comum do que se imagina. A principal causa do problema é o alto impacto que o skate proporciona que chega a ser em torno de três vezes o peso corporal do skatista dependendo do obstáculo e do piso em que se está andando.
Seguindo esta linha de raciocínio, se o skatista não usar um tênis com amortecimento adequado ou não estiver com músculos fortalecidos, a dor cervical pode ocorrer. Como boa parte das lesões no skate, para evitar o desconforto na região cervical é fundamental trabalhar a musculatura do core, paravertebral e pélvica.
Quando estão fortes, essas áreas ajudam a absorver o impacto e evitam uma sobrecarga na coluna, prevenindo dores. Outro fator importante é manter a boa postura na hora de manobrar e principalmente nas atividades de vida diária.
A dor cervical pode ser constante ou intermitente. Ela tem origem nos músculos, nos nervos, nos ossos, nas articulações ou em outras estruturas da coluna vertebral.
O tratamento é específico para cada paciente e vai desde a prescrição de anti-inflamatórios e fisioterapia até procedimentos cirúrgicos minimamente invasivos.
Cuide do seu corpo e aproveite cada vez mais os benefícios que o skate trás além de prolongar sua vida útil sobre o carrinho.
Lembre-se: ande de skate, evolua e divirta-se.

sábado, 24 de março de 2018

A importancia dos adutores no skate

A importância da preparação física dentro do skate vem crescendo a cada dia, trazendo sempre novos estudos e principalmente formas novas de estimular o corpo do skatista.
Apesar de tudo isso, um músculo de suma importância para quem anda de skate, geralmente é deixado de lado nas rotinas de treino, trata-se dos músculos adutores
Fundamental em qualquer prática esportiva em especial no skate, o músculo adutor é responsável pela estabilização do quadril e ainda auxilia sua amplitude. Localizado na região interna da coxa, ele é dividido em três porções: adutor curto, longo e magno. Quando bem fortalecido e alongado, pode ajuda a prevenir possíveis lesões.
Como já falamos anteriormente a potência gerada no quadril é a grande responsável pela altura das manobras. Como os músculos adutores tem a função de estabilizar o quadril ele é fundamental para a melhora do pop e na prevenção de varias lesões.
Existem varias formas de fortalecer os adutores, cadeira adutora, com bola, tornozeleira, sumô deadlift, mini-band são alguns dos exemplos mais comuns.
Para atingir o equilíbrio necessário é fundamental alongar está musculatura tanto de forma ativa quanto passiva (sempre com a ajuda de um profissional) mantendo assim o músculo forte e flexível. Cuidar do seu corpo é prolongar sua vida útil sobre o skate.
Lembre-se: ande de skate, evolua e divirta-se.

sábado, 17 de março de 2018

Ômega 3 X Skate

A evolução do skate nos últimos anos vem sendo muito grande, manobras, mercado, picos e pistas e até a preparação física cada vez mais tem ganhado espaço dentro deste processo de crescimento da nossa cultura. Acredito que tanto a preparação física como a reabilitação são pilares importantes para a evolução do skate, mas acabam sendo dependentes de outros fatores, entre os quais a alimentação.
A alimentação de quem pratica uma atividade física de alta intensidade como o skate precisa ser completa, tanto visando a performance no skate como para prevenir lesões ou doenças que possam vir a ser causadas pela queda da imunidade que o skate proporciona.
Um nutriente muito importante para os skatistas e que acaba às vezes passando despercebido na alimentação é o Ômega 3. O Ômega 3 são ácidos graxos, conhecidos como essenciais para o crescimento normal e para a saúde das pessoas.
Ele é composto por um conjunto de gorduras, dos quais fazem parte o EPA (ácido eicosapentaenóico) e o DHA (ácido docosahexaenoico) considerados do tipo ácidos graxos poli-insaturados. As principais fontes de ômega 3 são os peixes de águas profundas, como salmão, arenque, atum e sardinha.
Outras fontes são chia, linhaça (óleo, semente e farinha), vegetais verde escuros (couve, espinafre e rúcula), castanha do Brasil e nozes e, em menores quantidades, o óleo de soja e o de canola.
As atividades físicas intensas e exaustivas como o skate, levam as pessoas a um desgaste intenso que interfere de forma negativa no sistema imune, atrapalhando a primeira etapa de defesa do corpo contra agentes infecciosos. Isso leva o organismo à exposição frequente a determinadas doenças.
Além disso, sessoes de skate com duração prolongada associada a períodos de recuperação inadequados pode levar a lesões musculares e quadros de estresse agudos e/ou crônicos. Nessas situações, ocorre a supressão do sistema imunológico, podendo propiciar o surgimento de infecções oportunistas, como é o caso de infecções do trato respiratório.
O processo inflamatório no músculo lesionado pode ser atenuado com a suplementação de ômega 3 em skatistas, pois o ômega 3 auxilia na redução da produção de mediadores químicos potentes da inflamação, ou seja, evita o processo de inflamação. O ômega 3, então, colabora para um menor tempo de recuperação e uma melhor resposta aos exercícios de alta intensidade.
Procure um nutricionista e veja se a sua alimentação está correta, se há necessidade de usar algum tipo de suplemento, e prolongue sua vida útil sobre o skate.
Lembre-se: ande de skate, evolua e divirta-se.