quinta-feira, 20 de novembro de 2014

Premier Made in Brasil 2

O ano de 2014 não está sendo dos melhores para os brasileiros, a Copa do Mundo que gerou uma insatisfação geral e a lastimável corrida pelo poder nas eleições são bons exemplos deste mau momento do pais.
No ultimo sábado, feriado da proclamação da república, esse panorama foi totalmente modificado na quadra da Brama em Guarulhos. Os irmão Diego e Diogo Ramos os "Gemas" apresentaram em primeira mão o Made In Brasil 2. Com partes dos skatistas Lucas Xaparral, Biano Bianchin, Victor Süssekind, Yuri Facchini e Renato de Souza o vídeo é extremamente pesado e ainda conta com partes de amigos que são verdadeiras lendas vivas do skate brasileiro.
O vídeo que conta com uma edição muito caprichada mostra bem o espírito descontraído do skate e também a realidade do skate brasileiro com suas dificuldades e a forte amizade entre os skatistas que é capaz de superar todos estes obstáculos. Todo filmado em VX as tradicionais filmadoras do skate, o vídeo trás uma ótima trilha sonora que caíram como uma luva nas video-partes. Após os créditos, a tão aguardada parte secreta veio a tona e em meio a gritos e aplausos, emocionou a todos os presentes,e fez esta data entrar para história do skate brasileiro com mais um vídeo de alto nível que nos faz ter orgulho das cores verde e amarelo.
Se você perdeu esta premier se agilize que sábado 22 de Novembro é a vez do vídeo ser exibido na Matilha Cultural a partir das 17:00 horas e em breve serão divulgados os novos locais que exibirão o vídeo, fiquem ligados.

quinta-feira, 13 de novembro de 2014

Flexibilidade no skate

O skate é uma atividade complexa que requer muito do corpo do skatista, várias valências físicas são trabalhadas durante uma sessão de skate e uma delas é a flexibilidade que geralmente é deixada de lado pelos skatistas.
Não é só na ginástica, no nado sincronizado ou nos saltos ornamentais que os atletas precisam ter elasticidade. Em todos os esportes ela é exigida, mesmo que em níveis diferentes. O objetivo do skatista está longe de ser o de encostar o pé na cabeça ou conseguir fazer perfeitamente o famoso "espacate", abertura total das pernas, mas precisam conseguir a flexibilidade necessária para ter um bom desempenho sobre o skate realizando da melhor maneira possível as manobras.
O problema é que os exercícios são doloridos e os resultados só aparecem a longo prazo, o que faz com que os skatistas acabem evitando fazê-los. Já há um consenso em relação à importância da flexibilidade. Ela, porém, é negligenciada, porque muitos reclamam de ter de fazê-la, pois causa dor e incômodo.
A mobilidade é de fundamental importância para execução qualitativa e/ou quantitativa de movimentos, pois o indivíduo que apresenta uma flexibilidade geral boa, isto é, ser capaz de movimentar-se normal e livremente em todos os seus arcos articulares, é um individuo mais apto e menos propenso a lesões musculares.
A preparação adequada às exigências do skate atua de forma positiva e complexa, sobre o desenvolvimento das demais qualidades físicas e das habilidades técnicas específicas (manobras). Com maior mobilidade, exercícios de grande amplitude podem ser executados de forma mais forte, mais rápida e mais contínua. Desta maneira, o treinamento da flexibilidade é um elemento que não pode ser substituído no processo de preparação. Além dessas importantes considerações, a mobilidade assume outras funções de grande valor nas modalidades esportivas.
Ela provoca um aumento na capacidade mecânica nos músculos e nas articulações, permitindo um aproveitamento mais econômico de energia durante o esforço - técnica, é um fator preventivo contra acidentes desportivos quando a musculatura é exigida até seus limiares funcionais. Nestes casos utilizam-se os exercícios de alongamento como prevenção de lesões e contusões nas estruturas envolvidas.
No sentido psicológico de um ajuste ideal no treinamento; se os músculos e tendões não causam problemas, então a atitude mental em relação a uma sessão mais dura (gaps por exemplo) e de maior duração é positiva, propicia um aumento na capacidade de relaxamento da musculatura, facilitando o estiramento dos músculos de um indivíduo que apresenta um tônus muscular aumentado.
As sessões de flexibilidade se tornam a cada dia mais presentes no treinamento diário, principalmente no esporte de alto nível (profissionais e amadores) o que possibilita ao skatista um aprimoramento de sua performance.
A Flexibilidade é importante tanto para a performance como para a prevenção de lesões e ela está sempre presente no nosso programa de preparação física específico para o skate, para saber entre em contato e agende uma avaliação gratuita.
Lembre-se : ande de skate, evolua e divirta-se.

quinta-feira, 6 de novembro de 2014

Joelho de skatista

O alto impacto na realização das manobras e as diferentes rotações que o a perna faz quando as manobras não são concluídas com perfeição fazem do joelho um dos maiores alvos de lesão nos skatistas.
O conjunto dos tendões de três músculos na região do joelho (sartório, grácil e semitendinoso) é chamado de "pata de ganso" em associação a sua aparência, que lembra a pata da ave. Esses músculos fazem a flexão do joelho e o protegem contra o estresse em rotação e em valgo (desvio do joelho para dentro).
A tendinite da "pata de ganso" é um problema que gera dor na região interna do joelho, um pouco abaixo da linha articular. Além da inflamação dos tendões pode ocorrer também uma bursite no local e um pequeno inchaço após as sessões de skate. Skatistas com essa tendinite sentem dor principalmente nos movimentos de flexão do joelho, ao subir e descer escadas e quando o pé toca o chão durante a volta de um salto.
A inflamação dos tendões da pata de ganso acontece por estresse excessivo do joelho em rotação e/ou em valgo quando o skatista coloca o peso do corpo sobre a perna, o joelho gira ou se inclina para dentro, o que causa uma sobrecarga nos músculos e cria uma região de atrito no joelho, provocando a inflamação.
O tratamento fisioterapêutico consiste primeiramente no controle da inflamação, com recursos como gelo e aplicação de laser de baixa potência. Após o controle do processo inflamatório é essencial à intervenção da causa mecânica do problema, pois se o joelho continuar fazendo movimento excessivo de rotação e inclinação durante a prática do skate pode fazer com que a lesão volte a aparecer.
Um dos motivos que levam ao estresse do joelho é a falha na musculatura lateral do quadril. Esses músculos são os principais responsáveis por manterem o joelho alinhado durante a postura na realização das manobras. Uma pisada excessivamente pronada também pode levar a um desalinhamento do joelho e gerar a inflamação dos músculos da pata de ganso. Para tratar e prevenir, é preciso treinar os músculos do quadril, principalmente o glúteo médio (que eleva a perna para o lado).
Porém muitas vezes somente o treinamento de força não é suficiente. É preciso “ensinar” o músculo a se contrair no momento certo e para que isto ocorra é necessário um trabalho de propriocepção e adequação do movimento. O mesmo vale para a pisada: treinar a força dos músculos do tornozelo (com exercícios de instabilidade, por exemplo) depois realizar exercícios funcionais com movimentos parecidos com os usados no skate, mantendo o pé bem alinhado.
Um corpo bem equilibrado é a melhor forma de prevenir lesões deste tipo, nosso trabalho de preparação física específica para o skate tem esta preocupação.
Caso ocorra este ou qualquer outro tipo de lesão estamos aptos para ajudar e fazer você retornar ao skate com rapidez e segurança.
Lembre-se: ande de skate, evolua e divirta-se.

quinta-feira, 30 de outubro de 2014

Vista Skate 10 anos

O ano de 2014 está sendo um ano bem movimentado para o nosso país. Com a realização de eventos como a Copa do Mundo e as eleições o ano passou em um piscar de olhos.
Mas o final do ano ainda tem boas surpresas para quem gosta de skate e da cultura urbana como um todo. Este ano a nossa parceira Vista Skate completa 10 anos e para comemorar este marco vai promover uma grande festa, digna desta data imponente. Eu sou suspeito para falar sobre a Vista, revista que acompanho desde o seu início e que tem uma visão muito especial sobre o skate, grande parte disso por conta das mentes brilhantes que fazem a revista acontecer.
Durante todo ano a Vista promoveu algumas pequenas festas que serviram de aquecimento para esta grande data, agora no dia 09 de novembro, domingo, acontece o VISSS – Vista Skate Sound System, festival que promove o encontro da música, do skate e de exposições que valorizam a arte urbana em um antigo galpão no Brás, zona leste.
O evento terá show do músico e performer australiano Dub FX, que se apresenta pela primeira vez em São Paulo, e exposição exclusiva de Jimbo Phillips, integrante da família responsável pela criação das principais artes para a indústria do skate. Os ingressos já estão à venda e podem ser adquiridos pelo site (https://www.ingresse.com/ingressos-visss-vista-skate-sound-system).
A programação completa do festival envolve uma grande mistura de artistas, nacionais e internacionais, músicos, exposição, arte de rua e collabs de marcas que possuem forte ligação com o universo do skate e da Vista. De um lado, o australiano Dub Fx, músico e performer que mistura beatbox, dub, reggae, hip hop, dubstep e drum and bass, além de ser fundador do selo Convoyun.ltd. E do outro, o californiano Jimbo Phillips, integrante da família Phillips, conhecidos pelo pioneirismo na criação das principais artes gráficas para a indústria do skate, bem como o icônico “screaming hand”, o famoso logotipo da marca Santa Cruz, formado pela mão azul com boca e língua pra fora. Para participação no festival, Jimbo trará diversas obras exclusivas entre sketches, originais, adesivos e shapes para expor no festival.
O line up também conta como os DJs Daniel Tamenpi (Só Pedrada Musical), Naomi (Flora Matos), Madruga e integrantes do selo Beatwise Recordings. A noite segue também com shows da banda de rock Garage Fuzz e do coletivo de rap O.C.L.A. que mistura erudito com o popular. No campo das artes, os colaboradores da Vista, Flavio Samelo e Renato Custódio, vão apresentar alguns de seus projetos. O primeiro fará um trabalho com colagens e pinturas, e o segundo uma instalação com azulejos. Além disso, o coletivo SHN marcará presença com a fábrica ambulante de serigrafia, criando pôsteres e adesivos gratuitamente para o público. Um espaço do galpão será dedicado a uma loja do Festival VISSS com o lançamento dos produtos em colaborações das oito principais marcas de street wear: São elas: Cisco, Hahaha, High, Hocks, Live, LRG, Urgh e Vulk. Cada marca criou um produto específico inspirado no festival como boné, camisetas, bota, touca e moletom. Os skatistas praticantes poderão se divertir e arriscar manobras em uma pista montada no espaço, que terá um carro-obstáculo customizado, estilo anos 80, instalação skatavel assinado pelo artista Cusco Rebel e estará disponível durante todo o evento.
Se você é de fora de São Paulo e não quer ficar de fora, os caras já pensaram em tudo e se agilizaram com a Pipa Viagens para te dar mais esta boiada.
Não perca mais tempo e garanta agora o seu ingresso.
Nos vemos lá.

quinta-feira, 23 de outubro de 2014

A importancia do sono para o skatista

Desde o início das nossas atividades encaramos o skate como lifestyle, profissão, ferramenta social, diversão e como uma ferramenta de saúde entre outras coisas.
Estudos recentes mostram que os três pilares necessários para uma boa saúde são a atividade física (skate), alimentação e o descanso. Sendo este ultimo um dos que os skatistas mais deixam de lado em prol do carrinho.
Hoje falaremos sobre a importância do sono na vida dos skatistas. O sono é um período de relaxamento e acarreta em inúmeros efeitos benéficos sobre o nosso organismo. Pode ser definido como o repouso feito pelas pessoas, em períodos que variam em aproximadamente 8 horas, dentro do intervalo de cerca de 24 horas.
Durante o período em que dormimos nosso organismo realiza funções importantíssimas, como por exemplo, o fortalecimento do sistema imunológico, liberação e secreção de hormônios (insulina, hormônio do crescimento entre outros), a memória é consolidada e auxilia no relaxamento e descanso da musculatura do nosso corpo.
O sono é uma necessidade humana básica. Quando dormimos muitos dos nossos órgãos e sistemas regulatórios continuam trabalhando. Desta maneira, associado à atividade física (skate) e dieta adequada (falaremos em breve) o sono nos garante um bom funcionamento do cérebro e do nosso corpo. Acredita-se que crianças devam dormir 9 horas por dia para ter um bom desempenho do cérebro, já em adultos, esse tempo diminui para 8 horas de sono diário.
Pessoas que não dormem adequadamente durante a noite costumam desenvolver certos sintomas a curto prazo como: sonolência excessiva durante o período do dia, dificuldade para manter a atenção e concentração, problemas para modular as emoções, frustrações, irritabilidade, alterações do humor, lentidão no raciocínio, redução da capacidade de planejar e executar, problemas para manter a memória de curto prazo e comprometimento da criatividade.

Já quando esse problema persiste os riscos provados pela falta de sono a longo prazo incluem: diminuição do tônus muscular, diminuição da ação do sistema imunológico, aumento da possibilidade de desenvolver obesidade, diabetes e doenças cardiovasculares, falta de vigor físico, envelhecimento precoce, perda progressiva e crônica da memória.
Atenção skatistas, aproveitem a "night" com moderação e diminua o risco de lesões além de melhorar sua performance e seu tempo útil sobre o carrinho.
Lembre-se: ande de skate, evolua e divirta-se.