sábado, 3 de maio de 2008

Entrevista

Um cara sagaz, um guerreiro em cima do skate sempre buscando a perfeição em suas manobras, e quando isto não acontece à raiva explode, igual suas manobras cheias de pop nos principais picos de Guarulhos e de São Paulo. Este é Derick integrante da Primeira Classe Crew mostrando um pouco do seu skate aqui no Skate Saúde.Nome: Derick da Silva Puche
Idade: 17 anos
Tempo de Skate: 6 e meio
Local: Guarulhos-SP
Patrocínio: Skate Saúde e Bally Bagus

SS- Como foi seu início no skate?
Um amigo meu tinha um skate, a gente estava no carro do pai dele escutando música e do nada ele acabou tendo que sair fora, e acabou esquecendo o skate. Ai eu levei o skate para casa e comecei a andar, só que ele nunca mais me pediu o skate de volta e ele acabou ficando para mim.

SS- Quais skatistas te influenciaram?
André Genovesi, Wade Desarmo, Grant Paterson, Paul Rodrigues, James Bambam e Marcos Morto.

SS- Qual o seu pico preferido?
Quadra da Brama em Guarulhos.

SS- Quais qualidades um skatista deve ter?
Humildade, Simplicidade e amor pelo que faz.

SS- Qual manobra você sente mais prazer em acertar?
Hard Hell Grind de Front e Fakie Flip Croked de Back.

SS- Você é um skatista que esta sempre andando na rua, mas também acaba se dando bem em campeonatos, qual o segredo do sucesso?
Não se preocupar se esta na rua ou na pista, é colar e mostrar o que sabe fazer



SS- Como você definiria seu estilo de skate?
Um gangueiro atual que não se preocupa só em ter estilo e técnica, eu procuro mesclar tudo isso com agressividade nas minhas manobras.

SS- O que você acha dos campeonatos amadores na atualidade?
Poderiam ser melhores, pois desvalorizam muito os atletas as voltas de 1 minuto.

SS- Você já se lesionou andando de skate?
Sim, já tive um entorse no punho após cair sobre a mão.

SS- Como você se sente sendo patrocinado pela Skate Saúde?
Bem (risos). Sinto-me confiante e sem preocupações para andar de skate, me preocupando somente em evoluir.



SS- O que de mais importante o skate te trouxe até hoje?
Felicidade, Conquistas e nas dificuldades do skate aprendi a agir como um homem de verdade.

SS- Como foi participar de um programa com skate na televisão?
Para mim foi ótimo por ser um lugar de grande exposição, isso ajudou muito na minha carreira de skatista.

SS- Melhor sessão que você já fez?
No Vale, neste dia eu estava inspirado e acertei tudo. Estava eu, Gema, Quadrado, Klebão e a gente ficou o dia todo lá.

SS- O que o Carne Nova da revista Tribo acrescentou na sua carreira?
Foi uma satisfação pessoal, uma parada que eu consegui com muito esforço e que eu só tive a ganhar, tanto dentro do skate como para minha vida pessoal.

SS- Quais seus planos para o futuro?
Apesar de gostar muito de andar de skate, eu quero ter um estudo, um trampo bom e me preocupar com as coisas que eu vou ter quando parar de andar de skate.

Agradecimentos: A Deus, Thiago Pino, Daniel Quadrado, Gema, Rodrigo Kbeça, Tilskater, minha esposa Oneide de Oliveira, minha avó (em memória) e todas as pessoas que de forma direta ou indireta me ajudam.





Um comentário:

lucas disse...

karai manu...

esse malukaO ai, é sangue!!!
espero q a cada dia q passe, ele evolua, mais e mais!!!
andamos muito juntos, ele tem muito estilo,humildade, e perfeicao nas manobras!!!

é nois derik...(diretamente da bahia!!!hauhauha)