sábado, 22 de setembro de 2007

Entrevista


Humilde, skatista cabreiro, vídeo-maker de alta qualidade, esse é Diogo Gema, skatista de Guarulhos que vem se destacando cada vez mais no cenário do skate nacional, hora por suas manobras técnicas, hora por seus vídeos de alta qualidade como o Ideais, um dos primeiros a acreditar na Skate Saúde e merecedor de dar início a parte de entrevistas do Blog.

Nome: Diogo Ramos de Oliveira “Gema”
Idade: 21 anos
Tempo de skate: 8 anos e meio
Local: Guarulhos – SP
Patrocínio: Skate Saúde
Apoio: Mogul Skateboard e Capital Skateboard

SS - Como foi o seu início no skate?
Na época do Racionais, por volta de 1999, na rua era moda andar de skate, ai todo mundo da rua andava, agora só eu e meu irmão continuamos.

SS - Quais skatistas te influenciaram?
Adriano Mi , James Bam-Bam e Valdeck Prado.

SS - Quais as qualidades que um skatista deve ter?
Humildade, sorte e perseverança.

SS- Qual o seu pico preferido?
Quadra da Brama em Guarulhos.

SS – Qual a manobra você sente mais prazer em acertar?
Hard Flip e Flip de Front.

SS – Como começou a idéia de filmar?
No ano 2000, eu e meu irmão de tanto assistir vídeos de skate como Chicle, TWS e 411, tivemos a idéia de fazer um vídeo de Guarulhos de modo caseiro, com a filmadora do meu pai.

SS – O ótimo trabalho realizado no vídeo Ideais deu o resultado esperado por você?
Deu mais resultado que o esperado, muita gente comentou, falou bem, com elogios de skatistas profissionais brasileiros e gringos, pelo ótimo nível de manobras apresentado no vídeo.

SS – Você acha que da pra viver de vídeos de skate no Brasil?
Só vídeo de skate não, os investimentos não são sérios nessa área ainda.

SS – Você acha importante para o skate esse projeto que vem sendo desenvolvido pela Skate Saúde?
Com certeza, porque é um novo trabalho em cima do skate que ainda não foi realizado no Brasil e no mundo.

SS – Como você se sente sendo patrocinado pela Skate Saúde?
Confiante, assim eu posso me jogar mais nos picos.

Agradecimentos: Deus, minha família, minha namorada, meu irmão, Adriano Mi, Cleverson Tartaruga, Valdeck Prado, Mário Romário, Daniel Quadrado, Kleber TX, Elvis Grud, Rômulo Pereira, Derick Puche, Luiz Aladin, Henrique Boy, Gustavo Nikito, Thiago Pino, Max, Ricardo Sapão, Laurenci Realli, Diego Chaveiro, Eduardo Mogul, Boca de Brasília, Cris Fernandes, Mário Dentinho, Alexandre Sobral e Márcio S4C.





3 comentários:

_FELIPEMIRANDO disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
_FELIPEMIRANDO disse...

Dale Thiago!
1- conteúdo:
Mto foda msm. Neste post aqui, vc conseguiu unir muito bem a saúde com o skate, apresentando não só saúde, mas também muito skate e manobras. Só Evite post muito grande, tem muita gente preguiçosa na internet. Como você tem bastante conteúdo sobre longevidade no skate, sugiro criar um link para atualizar dicas sobre isso. Aliás me interessei muito, axo que é pq já cheguei aos 26 anos e tive algumas fraturas no skate.
Aquele seu primeiro post fala muito bem da cultura que vc tem com o skate, gostaria de saber se rola fazer uma breve entrevista com vc baseada naquele conteúdo para publicar no skateculture.blogspot.com

2- estética:
Seguir o estilo clean seria a melhor opção, já que o tema envolve saúde, qnto menos elementos visuais atrapalhando a leitura, melhor estética e funcionalidade terá o seu blog.
Um blog não permite muitas mudanças de layout, é na maioria das vezes cartesiano, mas tente fugir um pouco do padrão de blogs já existentes e cria uma logomarca ou identidade visual para seu blog. O conteúdo é rico e há bastantes informações para serem convertidas em elementos gráficos, use uma delas.

Essa é minha opinião sobre seu blog, espero que tenha ajudado em algo. Vamos manter contato aí, vou linkar seu blog lá no skateculture em 'blogs recomendados'
Abraço e valeu! =D

Diogo Souza Jr. disse...

Salve Thiago,
parabéns pela iniciativa e pelo belo trabalho.
É muito importante divulgar todos os lados do skate, inclusive o lado saudável (quem poderia saber mais sobre saúde mental se não nós skatisitas?).
O fato é que, retratar o skate como ele é, cabe somente a nós, skatistas, pois a mídia skate é feita por nós mesmos.
Este estilo de vida único, que teimam em chamar de esporte, pode até ser. Mas quem não anda de skate não sabe o quanto impessoal se torna. Transpondo barreiras de tempo, raça, classe social e religião.
Quem se não nós poderia escrever sobre a saúde psicológica que nem trinta sessões de terapeuta nos proporciona. Só o skate mesmo!
Venho aqui em nome da Skate Evolutivo Blog, oferecer nossa colaboaração no crescimento do Skate Saúde!
Forte abraço e muito skate para todos nós!

Bem vindo à família da evolução!