sábado, 12 de janeiro de 2008

Praça CWB - Skate e Lazer


Nunca deixe seus sonhos de lado, Praça CWB - skate e lazer, um sonho concretizado”.

Foi com essa idéia que Guilherme Labiak, skatista e um dos idealizadores da extinta marca de skate Látex, correu atrás de mais uma conquista para a sua vida.
Após anos andando de skate aqui no Brasil, Guilherme Labiak buscando sua evolução no skate e cultural, resolveu realizar o sonho de muitos skatistas brasileiros, foi para a gringa onde andou nos EUA e Europa, passando pelos melhores picos do mundo, trabalhando duro e juntando dinheiro.
Quando retornou ao Brasil em novembro de 2005, mais precisamente a Curitiba, notou a falta de picos de rua na cidade e a dificuldade de andar nos poucos que havia. Com isso teve a idéia de construir a pista que a principio foi um sonho, alem das praças de skate ser uma tendência mundial, Guilherme Labiak sabia que aquilo não era um sonho só seu, mas sim o sonho de muitos skatistas brasileiros e principalmente curitibanos, que em um curto período de tempo se tornou realidade.


Durante 6 meses ele e as pessoas envolvidas neste sonho tiveram um árduo trabalho para a realização deste projeto, que consistia em arrumar um terreno adequando para a realização da obra e principalmente transpor as barreiras burocráticas existentes em nosso país, até mesmo em projetos que tenham como meta o incentivo ao esporte.


No sábado dia 16 de Dezembro de 2006 ocorreu à inauguração da pista, com a presença de skatistas de muitas partes do Brasil.


A partir dai a Praça CWB se tornou um marco no skate nacional, onde encontramos os melhores picos de rua dentro de uma pista muito bem planejada, que logo serviu de abrigo para importantes eventos do skate nacional como o Nike SB Photo Incentive, o Cisco All Sessions e uma etapa do Circuito Freeday diferente de todas as outras já realizadas, pois tinha o verdadeiro street skate na essência.

Rapidamente a Praça CWB ficou conhecida em todo o território nacional e se tornou ponto de encontro de amigos, seja para dar um role, ficar no bar conversando e assistindo o role dos amigos, admirar as vertentes da arte urbana espalhadas pela pista ou simplesmente escutar o que há de melhor na black music.

Guilherme Labiak conseguiu através da pista e do seu estilo de skate, mostrar que é possível andar de skate com diversão e trabalhar de forma séria ao mesmo tempo, tendo assim uma profissão que é o skate e podendo viver dela, o que é um incentivo muito grande para toda a molecada curitibana.

Hoje a pista conta com os patrocínios da Ticcolor e Europedras, alem do apoio das marcas que anunciam na pista que são a Freeday e a Cisco.

Após um ano de funcionamento, alem de uma completa estrutura para a prática do skate de rua você também encontra lá a CWB Bar e Lanchonete, a DxStar Original (loja de roupas e acessórios de skate), a Pylaco Palace (produtora musical) e a Palace Design (comunicação visual), tudo isso de terça a domingo na Rua Coronel Amazonas Marcondes 1493 – Cabral – Curitiba – Paraná.

Seguindo a idéia do skatista Guilherme Labiak de não deixar os sonhos de lado, eu corri atrás do meu que era conhecer a Praça CWB um marco do skate de rua no Brasil, e com a ajuda da Famous Sport e da Sigilo Skate Shop eu consegui realizá-lo, começando 2008 cheio de energia e de forma muito positiva.
Bom ano a todos os amigos que acompanham o Skate Saúde.
Lembre-se: ande de skate, evolua e divirta-se.








5 comentários:

Ricardo disse...

Thiago acho muito importante a sua iniciativa de mostrar o lado bom e saudável do skate, só assim conseguimos mostrar que o skate é um esporte que deve ser incentivado pelas autoridades e sociedade que as vezes marginaliza o esporte, talvez por falta de conhecimento e por este motivo devemos continuar nos empenhando para mudar está imagem.
RICARDO VALOCHI - SAPO

Anônimo disse...

Bom,nos skatista devemos agradecer você,por essa causa que você está defendendo,e achei muito legal essa iniciativa,oque acho,é que as pessoas deveriam se concientizar mais,e não maginalizar o esporte.
Espero que um dia as pessoas vejam que o skate,não é uma coisa de "Maloqueiro".

Leonardo.

Anônimo disse...

Todo skatista é maloqueiro??? NÃO!!! isso quem diz são as pessoas que não conhecem o esporte, precisamos mudar essa cara do skate brasileiro e valorizar mais os skatistas que batalham e ganham a vida sobre o skate eu sou skatista há 6 anos e sempre fui visto como maloq... vamos mudar essa idéia aew pessoal SKATE CWB...

Anônimo disse...

Sou skatista e sou visto tmbm como maloqueiro e temos que mudar essa opinião escrota das pessoas que ainda não conhecem esse esporte, nada melhor que o governo aplicar mais investimento em pistas de skate princialmente em curitba que é só a capital do skate brasileiro
vamos batalhar que a gente consegue pessoal a CWB é uma ótima idéia e tem que ser copiada pelo governo abraços a todos que lerem o depoimento...

Thiago Pino disse...

Agradeço o comentário de todos voces e principalmente lembrar que a Praça CWB precisa mais do que nunca da ajuda de todos nós para não fechar as portas ....
Abraço
Thiago Pino