quinta-feira, 6 de novembro de 2014

Joelho de skatista

O alto impacto na realização das manobras e as diferentes rotações que o a perna faz quando as manobras não são concluídas com perfeição fazem do joelho um dos maiores alvos de lesão nos skatistas.
O conjunto dos tendões de três músculos na região do joelho (sartório, grácil e semitendinoso) é chamado de "pata de ganso" em associação a sua aparência, que lembra a pata da ave. Esses músculos fazem a flexão do joelho e o protegem contra o estresse em rotação e em valgo (desvio do joelho para dentro).
A tendinite da "pata de ganso" é um problema que gera dor na região interna do joelho, um pouco abaixo da linha articular. Além da inflamação dos tendões pode ocorrer também uma bursite no local e um pequeno inchaço após as sessões de skate. Skatistas com essa tendinite sentem dor principalmente nos movimentos de flexão do joelho, ao subir e descer escadas e quando o pé toca o chão durante a volta de um salto.
A inflamação dos tendões da pata de ganso acontece por estresse excessivo do joelho em rotação e/ou em valgo quando o skatista coloca o peso do corpo sobre a perna, o joelho gira ou se inclina para dentro, o que causa uma sobrecarga nos músculos e cria uma região de atrito no joelho, provocando a inflamação.
O tratamento fisioterapêutico consiste primeiramente no controle da inflamação, com recursos como gelo e aplicação de laser de baixa potência. Após o controle do processo inflamatório é essencial à intervenção da causa mecânica do problema, pois se o joelho continuar fazendo movimento excessivo de rotação e inclinação durante a prática do skate pode fazer com que a lesão volte a aparecer.
Um dos motivos que levam ao estresse do joelho é a falha na musculatura lateral do quadril. Esses músculos são os principais responsáveis por manterem o joelho alinhado durante a postura na realização das manobras. Uma pisada excessivamente pronada também pode levar a um desalinhamento do joelho e gerar a inflamação dos músculos da pata de ganso. Para tratar e prevenir, é preciso treinar os músculos do quadril, principalmente o glúteo médio (que eleva a perna para o lado).
Porém muitas vezes somente o treinamento de força não é suficiente. É preciso “ensinar” o músculo a se contrair no momento certo e para que isto ocorra é necessário um trabalho de propriocepção e adequação do movimento. O mesmo vale para a pisada: treinar a força dos músculos do tornozelo (com exercícios de instabilidade, por exemplo) depois realizar exercícios funcionais com movimentos parecidos com os usados no skate, mantendo o pé bem alinhado.
Um corpo bem equilibrado é a melhor forma de prevenir lesões deste tipo, nosso trabalho de preparação física específica para o skate tem esta preocupação.
Caso ocorra este ou qualquer outro tipo de lesão estamos aptos para ajudar e fazer você retornar ao skate com rapidez e segurança.
Lembre-se: ande de skate, evolua e divirta-se.

3 comentários:

Nicholas Cabral disse...

Opa Thiago, sei que não tem nada a ver com o assunto, mas acompanho seu projeto a algum tempo desde que operei o joelho, e ele está zero bala, queria uma palavra sua que já é experiente, fui diagnósticado com 2 hérnias de disco na lombar, essa semana tenho tido dor e formiga mento na perna inteira, tô fazendo fisio e vou passar pelo médico, queria saber de você, será que posso voltar pro carrinho?? Quais passos a se tomar?? Tenho apenas 19 anos e 7 de skate e você sabe como é depois que começa, não quer mais parar. Abraço, muito skate, e sucesso!!

Thiago Zanoni Neves "Pino" disse...

Fala Nicholas ...
Manda um email para thiagopino@hotmail.com que a gente conversa por lá.
Abraço

Skate de rua disse...

Se eu sentir que meu joelho não dobra ao máximo, por exemplo: se eu dobrar muito meu joelho parece que ele vai quebrar. O que pode ser ?